9.6.07

ESPERANÇA…





Cândida como um manto de neve que cobre o arvoredo,
Cristalina como a água que bate na minha janela,
Assim és para mim, rainha da serenidade,
És a Flor entre as flores, és beleza sem igual,
Acalmas meu coração, és a companhia de quem triste se sente.
Ofereces alegria, distribuis sorrisos, acalentas corações,
És a beleza para os olhos tão cansados de um mundo tão feio
És a Luz que chega a cada amanhecer, contigo nasce a esperança a cada dia.

2 comentários:

Sílvia Antunes disse...

que bonita :)

Joca disse...

Unico, profundo, uma prova de amor...