17.6.07

Espero Por Ti Hoje...


Espero por ti,
Hoje, aqui e agora,
Trago na memorio tudo que partilhamos, o som do teu riso fácil,
A ternura do teu olhar sem malícia, as tuas mãos procurando as minhas.
Os segredos que partilhamos incendeiam-me a alma…
O sussurro da tua voz no meu ouvido não me deixa dormir
Todas as confissões que fizemos um ao outro, o amor eterno que ambos juramos ter.
Olho para trás e tudo isto se dissolve num fumo branco e triste…tudo o que tivemos já não existe.
Esperei por ti naquele dia, não apareceste e contigo levaste todo nosso amor, tudo o que poderia ter sido…
Tal como naquele dia…Espero por ti hoje aqui e agora.

1 comentário:

Joca disse...

Olá, vim visitar o teu blog hoje, e ontem...descobri-te, talvez por te chamares Marisa ( nome que adoro) decidi perder-me nas tuas palavras.
Este texto é triste mas espelha bem um amor em que saiste derrotada, não daquelas derrotas humilhantes mas daquelas derrotas que magoam no coração.
Tenho um blog do genero, onde tambem tenho a esperança que a Marisa um dia descubra e veja que apesar de nada mais ter dito, eu nao a esqueço porque quando amamos não nos desfazemos do que sentimos, aprendemos a conviver com a ausencia e aprendemos a afastar o odio.Parece-me que fazes isso da mesma forma, afastas o asprectro do odio porque amas a pessoa mas sentes-te magoada.Adorei este teu texto, muito maduro e muito profundo.Uma forma digna de se perder e de aceitar, amando a pessoa que desistiu e decepcionou.