27.1.09

Só Entre a Multidão



"Não há solidão mais triste do que a do homem sem amizades. A falta de amigos faz com que o mundo pareça um deserto"

Francis Bacon


No fim de semana passado foi-me proposto pela comunidade do TI um desafio fotográfico, inserir pelo menos uma foto sobre a temática Solidão.

Não tive muito tempo, pelo que só inseri uma foto, a primeira que para mim reflecte a solidão das pessoas que cada vez mais se isolam em si mesmas, sentindo-se sós no meio da multidão.

A segunda foto, reflecte a solidão existente entre os idosos, este simpático senhor refugia-se na capela da terra onde toda a vida viveu.

8 comentários:

ricardo emilio bianco disse...

la segunda foto es impactante. el color elegido, sumado a la cara del hombre y las cruces en la pared le dan una ambivalencia entre la angustia y la calma.

Fernando Rodrigues disse...

A segunda foto esta simplesmente fantastica miga.

bjito

Fernando

João Reis disse...

Realmente um tema interessante. Receio mais a solidao de alguem que no meio de tanta gente se sente só. Gostei das fotos mostra bem esta triste realidade.

Maria, Simplesmente disse...

Segundo a minha maneira de ver, Marisa, o estar só não quer dizer solidão.
Solidão, para mim, é o isolamento interior, aquele de que ninguém quer saber, até porque pouca gente entende.
Há pessoas que se isolam precisamente porque não podem manifestar o que sentem, uma vez que os seus sentimentos, por vezes até servem de chacota para muita gente.
Não há pior solidão que a solidão acompanhada.
Mas lá que gostei das fotografias... digo-lhe que gostei.
Maria

Mundo dos Tesourinhos disse...

Bom Trabalho ;)

As fotos estão muito boas. E a última foi a que mais mexeu comigo...Odeio pensar que pessoas como aquela vivem repletos de solidão. Pode não ser o caso daquele senhor, mas será por certo o de muita gente neste país.

tr3nta disse...

óptima a serie de 2 fotos...

Gata Verde disse...

A segunda foto está fantástica!

beijos

cuentosbrujos disse...

Un trabajo y unas fotos sensacionales, muy buen trabajo, me encanta el retrato del señor en sepia
saludos brujos¡¡